Curiosidades

- Nos primórdios do futebol americano do século XIX, o touchdown não valia pontos. Além de lançar para frente ser proibido, fazer um TD te dava a chance de chutar a bola para assim marcar 1 ponto se bola cruzasse a linha entre as traves. Só em 1912 que o sistema de pontuação atual foi implementado.

- No começo do futebol americano não existia o huddle (reunião para definição da jogada de ataque). Os quarterbacks gritavam a estratégia das jogadas de acordo que seus companheiros iam se posicionando. Isso mudou 1892, quando a Gallauder University, de Washington D.C., passou a se destacar. O detalhe era que todos os atletas do time eram surdos. Isso porque a Gallauder foi a primeira universidade para deficientes auditivos dos Estados Unidos.
Foi o quarterback Paul Hubbard que teve a ideia de fazer uma roda de jogadores antes de cada jogada para que todos os companheiros conseguissem ver suas mãos com clareza, usando libras. Além disso, impedia que os rivais descobrissem as ações que seriam tomadas. Por isso, outras universidades copiaram a prática e no século XX quase todas os times utilizavam essa tática.

- Em 1943, os Estados Unidos entraram na Segunda Guerra Mundial e mais de 600 jogadores de jogadores de futebol americano foram convocados para o campo de batalha. Com isso, vários times desistiram de competir naquele ano, mas, em vez de apenas desistirem, o Philadelphia Eagles e o Pittsburgh Steelers (ambos da Pensilvânia) decidiram tiveram a ideia de unir, temporariamente, os dois times. Surgiram assim os Steagles (junção dos nomes das equipes), que conseguiram cinco vitórias, quatro derrotas e um empate ao fim da temporada, quando houve a separação.


- O futebol americano pode ser considerado uma guerra, não pelas pancadas em campo, mas também pelos termos utilizados. Por exemplo: o termo blitz, quando o quarterback é pressionado por todos os lados pela defesa, é inspirado na blitzkrieg, à tática de ataque em múltiplas frentes utilizada pelo exército alemão na Segunda Guerra Mundial.
Outros exemplos:
Scramble - que vem do nome da fuga apressada dos pilotos ingleses com seus aviões quando os aeródromos eram bombardeados;
Pocket – palavra usada para determinar a área de proteção do quarterback que vem do termo militar de um bolsão de tropas defendendo um ponto estratégico;
Sack – é sinônimo de arrasar uma posição inimiga no campo de batalha;

Sem falar da batalha das trincheiras, que é algo figurativo para a disputa entre as linhas ofensivas e defensivas, mover as correstes, zona neutra, interceptação, formação shotgun, formação pistol e tantas outras.

Paul Brown foi um dos grandes nomes do futebol americano. Brown foi fundador e treinador do Cleveland Browns, que teve nome batizado em sua homenagem em 1946. Só que por diversas questões, Paulo Brown foi demitido de Cleveland em 1963 e decidiu fundar um novo time em Cincinnati, que também fica no estado de Ohio. Assim, em 1968 surgiram os Bengals, que rivalizaram com os Browns por décadas graças ao criador de ambas as equipes.

Como homenagem, os Bengals batizaram seu estádio com o nome de Paul Brown Stadium, que ficou eternizado pelas duas franquias.

A final da NFL de 1958 foi apelidada de “O maior jogo de todos os tempos”, quando a partida entre Giants e Colts mudou o rumo do futebol americano profissional nos EUA, já que o esporte favorito dos americanos até esse ano era o beisebol. Mais de 45 milhões de pessoas viram a partida da TV e o Yankee Stadium, em Nova Iorque, estava lotado para ver a derrota do time da casa na primeira prorrogação da história da liga por 23 a 17.

Graças a esse confronto, o esporte conquistou o coração dos americanos e oito empresários resolveram a AFL, grande rival da NFL que motivou a criação do Super Bowl alguns anos depois.


Falando de Super Bowl, você sabia que o nome da grande final do futebol americano foi batizada por Lamar Hunt (criador da AFL e Kansas City Chiefs) graças a um brinquedo da sua filha que se chamava Super Ball. Ele uniu isso a decisões do futebol americano universitário que eram denominados Bowls. Daí surgiu o famoso Super Bowl.

Houve uma partida de futebol americano debaixo de temperaturas tão geladas que ficou conhecida como “Ice Bowl”. Foi debaixo de 15 graus Fahrenheit negativos, ou 26 graus Celsius negativos para nós brasileiros, que Dallas Cowboys e Green Bay Packers se enfrentaram no Lambeau Field, em Green Bay, no dia 31 de dezembro de 1967.

A sensação térmica da final da NFL daquele dia, e que definiria quem jogaria o Super Bowl II contra o campeão da AFL, foi de -38 Cº. Ao fim do confronto, os Packers venceram por 21 a 17 em um gramado totalmente congelado.

Se você joga videogames, provavelmente já ouviu do jogo Madden NFL. Produzido pela Eletronic Arts Sports, o game foi batizado em homenagem ao lendário treinador do Oakland Raiders e um dos maiores técnicos da história da NFL, que virou comentarista da liga para a TV norte-americana, John Madden.

Por conta de seu carisma e ser o pioneiro no uso do telestrator – equipamento que permite desenhar na tela para explicar as jogadas, a empresa de games resolveu nomear seu jogo com o grande nome de Madden, que faz sucesso entre os fãs até os dias de hoje.

Infelizmente o Madden NFL não trouxe alegria a todos. O jogo, que foi lançado em 1988, ganhou uma maldição chamada de Madden Curse. Até 1999 o game tinha como capa a foto do icônico técnico, mas, depois disso, a fabricante, EA Sports, decidiu estampar a cada ano a fotografia de cada jogador de destaque na caixa do produto.

Desde então, há a crença de que o atleta homenageado passa a ser, na verdade, amaldiçoado, pois, após sua aparição na capa do jogo, uma lesão ou uma fase ruim se aproxima do jogador. Dos atletas que sofreram com a maldição, nove se lesionaram e seis tiveram péssimas temporadas. Contudo, nos últimos anos os grandes nomes da NFL que estão no Madden, não tem sofrido com a tal maldição.


- O uso obrigatório do capacete no futebol americano só começou a existir em 1939. E os primeiros capacetes eram feitos de couro com algum tipo de revestimento.
- Na história da NFL, apenas dois jogadores já receberam, correram e lançaram um touchdown contra um mesmo time em uma mesma partida: Walter Payton, em 1979 e David Patton, em 2001.

- Tony Dorsett é o autor do touchdown terrestre mais longo da história da NFL. Ele correu 99 jardas diretas para a end zone durante uma partida em 1983.

- Apenas dois anos após se aposentarem, cerca de 78% dos jogadores da NFL perdem todo o dinheiro que conquistaram como profissionais.

- Um jogo de futebol americano dura, em média, três horas. Entretanto, a bola fica em jogo por 11 minutos, mais da metade (56%) de uma transmissão é destinada a intervalos, comerciais, replays e jogadas do tipo.

- A média de idade das Cheerleaders da NFL é 25 anos e, usualmente, essas recebem entre 50 e 75 dólares por partidas.

- Seis dos 32 times na NFL não contratam Cheerleaders: Chicago Bears, Cleveland Browns, Detroit Lions, New York Giants, Pittsburgh Steelers e Green Bay Packers.

- São necessárias cerca de 600 vacas para suprir à quantidade de bolas por uma temporada completa da NFL. E uma vaca tem uma chance de 1 em 17.420.000 de “se tornar” umas das bolas usadas no Super Bowl.

- Deion Sanders é a único jogador da história a anotar um touchdown na NFL e rebater um home run na MLB na mesma semana. Ele também é o único atleta da história a disputar um Super Bowl e uma World Series na carreira.


- A última partida da NFL que terminou sem nenhuma pontuação (0 a 0) foi entre Detroit Lions e New York Giants, em 1943.

- O jogador mais baixo a disputar uma partida da NFL foi Jack Shapiro. Ele tinha 1,55m de altura e pesava 54 kg, quando atuou pelo Staten Island Stapes, em 1929, na posição de blocking back (que não existe mais).

- A linha amarela do first down (proporcionada pelas emissoras de TV durante as transmissões dos jogos da NFL) custa algo em torno de U$ 20 mil. Isso significa que, por uma temporada completa, esse gasto ultrapassa a casa dos U$ 5M.

- O estádio mais antigo da NFL que ainda continua em uso é o Soldier Field, localizado em Chicago e casa dos Bears, com quase 92 anos de existência. Ele também é um monumento em homenagem aos soldados norte-americano mortos na Primeira Guerra Mundial.


- Se você colocasse seu nome na lista de espera para a compra dos ingressos do Green Bay Packers agora, você teria que esperar entre 30 e 75 anos para executar a compra. Estima-se que cerca de 100.000 nomes estão à espera de ingressos para ver uma partida no Lambeau Field.

- Mesmo com o preceito de que os jogos da NFL só poderiam ser disputados nas quintas, domingos e segundas (Thursday Night, Sunday Night e Monday Night), já houveram partidas da liga em todos os dias da semana no passado, quando ainda se buscava os melhores horários para a grade televisiva.

- O troféu do Super Bowl, chamado de Vince Lombard (em homenagem ao icônico treinador dos Packers) custa cerca de 25 mil dólares, é todo feito de prata e é fabricado pela famosa joalheria Tiffany.


- Na era moderna do Draft da NFL, em apenas um ano um quarterback não foi selecionado na primeira e na segunda rodada do recrutamento. Isto aconteceu apenas em 1988, quando Tom Tupa e Chris Chandler foram selecionados nas escolhas #68 e #76 (terceira rodada), respectivamente.

- Apenas quatro times da NFL nunca disputaram um Super Bowl: Cleveland Browns, Detroit Lions, Houston Texans e Jacksonville Jaguars.

- Desde que a NFL foi oficialmente criada, em 1922, o Chicago Bears e o Green Bay Packers são os únicos times que nunca trocaram de cidade e nem de nome.

- O Los Angeles Rams foi o primeiro time da NFL a usar o logo da equipe em seu capacete. A partir disso que os outros times começaram a explorar os desenhos e logos nas laterais da cabeça.


- A NFL exige que todos os estádios sejam construídos na direção Norte/Sul. Deste modo, o sol não atrapalha um dos times durante uma partida.

- Apenas quatro times da história da NFL nunca tiveram uma primeira escolha geral no Draft: Denver Broncos, Seattle Seahawks, Baltimore Ravens e Jacksonville Jaguars.

- O único time a participar de 10 Super Bowls foi o New England Patriots. A equipe sediada em Foxborough participou da decisão das temporadas de 1986, 1997, 2002, 2004, 2005, 2008, 2012, 2015 e 2017.

- O primeiro grande público do FABR aconteceu em 2011.6.500 torcedores compareceram ao estádio Couto Pereira, em Curitiba, para ver o Fluminense Imperadores conquistar a Liga Brasileira (seu segundo título nacional, já que o primeiro foi o Torneio Touchdown de 2009) ao vencer por 14 a 7 o Coritiba Crocodiles.

- Dos 12 estádios construídos para a Copa do Mundo FIFA de 2014, sete já receberam jogos de futebol americano. O primeiro deles aconteceu na Arena de Pernambuco, quando 7.056 pessoas viram o confronto entre Recife Mariners e João Pessoa Espectros, que decidiu a Superliga Nordeste daquele ano. Outras arenas que seguiram os mesmos passos foram a Arena Pantanal, o Beira-Rio, o Mineirão, a Arena das Dunas e Arena Amônia.


- O maior público de uma partida de futebol americano no Brasil até hoje foi na partida entre Cuiabá Arsenal e Coritiba Crocodiles, que decidiram a Superliga Centro-Sul de 2015 para um público de 15 mil pessoas na Arena Pantanal.