Campeonatos

PRINCIPAIS TORNEIOS
O primeiro jogo oficial de futebol americano totalmente equipado no Brasil ocorreu no dia 25 de outubro de 2008, quando o Barigui Crocodiles e o Brown Spiders se enfrentaram na capital paranaense para mais de três mil pessoas compareceram para presenciar esse momento histórico no FABr. Não à toa esse dia ficou marcado como o FABr Day.
Só que até então, não havia nenhum campeonato nacional oficial de futebol americano. Existiam torneios regionais e, muitos deles, sem capacetes ou pads de proteção, pois a importação dos equipamentos ainda era algo muito caro para alguns praticantes.
A partir disso, por contar desse problema dos times ainda não possuírem equipamento para todos os jogadores, foi realizado em 2009 uma competição organizada pela Associação de Futebol Americano do Brasil (AFAB) entre selecionados estaduais que já tinham times e praticantes em certo desenvolvimento. As seleções dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Paraíba, Mato Grosso e Santa Catarina viajaram até Sorocaba, no interior paulista, e disputaram o torneio vencido pelos donos da casa. Contudo, o primeiro campeonato brasileiro de futebol americano full pads do Brasil veio logo em seguida.

TORNEIO TOUCHDOWN

O Torneio Touchdown foi oficialmente o primeiro campeonato brasileiro de clubes. Graças ao sucesso do Torneio de Seleções, na qual o mesmo foi apresentado ao público, ele foi a primeira competição na qual todas os times possuíam equipamentos completos. Se juntaram a disputa da primeira edição, em 2009, oito das dez equipes interessadas: Barigui Crocodiles/PR (atual Coritiba Crocodiles), Cuiabá Arsenal/MT, Curitiba Brown Spiders/PR, Joinville Gladiators/SC, Rio de Janeiro Imperadores (atual Flamengo Imperadores), São Paulo Storm, Sorocaba Vipers/SP e Tubarões do Serrado/DF.
Seu formato foi elaborado pelos dirigentes Flávio "Skin" Cardia, do Rio de Janeiro Imperadores, e Mário Lawandowski, do São Paulo Storm, que presidiu o grupo gestor do campeonato, dividindo os times entre as divisões Leste, Oeste e Sul, no qual os dois primeiros e o segundo melhor colocado se classificariam para as semifinais. O Rio de Janeiro Imperadores se consagrou como o primeiro campeão nacional de futebol americano ao bater o São Paulo Storm na final por 14 a 7.
O Torneio Touchdown recebeu esse nome do conselheiro, padrinho e ex-narrador da NFL dos Estados Unidos para a ESPN do Brasil de 1992 a 2006, André José Adler, que batizou a competição por conta de um programa para o canal Sportklub chamado “Touchdown” que produziu até 2008 após acompanhar o esporte e a liga local na Hungria.
Só que em 2010, por conta de divergências dos times com o próprio Adler, todos os times que participaram da edição anterior deixaram o “TT” para criar uma nova liga. Com isso, sete novas equipes foram convidadas e participaram da segunda edição do torneio naquele ano, no qual o Vila Velha Tritões/ES bateu o Vasco Patriotas/RJ, em plena Vila Belmiro.
Já em 2011, 17 times participaram da terceira edição do Torneio Touchdown. O número cresceu para 18 no ano seguinte, mas o campeão não mudou: bicampeonato para o Corinthians Steamrollers, com direito a transmissão ao vivo da final feita pelo canal Bandsports. Só que nem tudo era festa, já que uma semana antes da decisão, André José Adler faleceu.
Em 2013, com 20 equipes na briga, foi o Jaraguá Breakers/SC que levantou o troféu já batizado com o nome do padrinho do Torneio Touchdown. No ano de 2014, com o mesmo número de participantes, o Vasco Patriotas/RJ bateu o Timbó Rex/SC para conseguir seu primeiro título nacional. Só que a redenção do T-Rex veio no ano seguinte, quando a equipe catarinense venceu o mesmo Patriotas e revidou o vice sofrido.
No ano de 2016, a Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) publicou uma nota oficial sobre o fim do Torneio Touchdown e a unificação das equipes em um único campeonato nacional, contando também com as 16 equipes do TT de 2015. Mesmo com a extinção, a CBFA reconheceu os campeões do torneio como vencedores de campeonatos brasileiros, assim como os que disputavam a sua liga.
O Torneio Touchdown foi de suma importância para alavancar o esporte no Brasil, por isso deve sempre ser lembrado pela sua importância.

LIGA BRASILEIRA DE FUTEBOL AMERICANO

A Liga Brasileira de Futebol Americano (LBFA) foi criada em 2010, a partir da iniciativa dos oito times que deixaram o Torneio Touchdown de 2009 por conta de divergência com algumas das diretrizes do campeonato e de seu gestor, André José Adler.
A LBFA veio com a proposta de fazer um campeonato nacional no Brasil com os mesmos moldes da NFL: conferências, wildcards (mata-mata) e a final em jogo único, chamado de Brasil Bowl. Na sua primeira edição, ela contou com 14 equipes participantes, divididas em duas conferências (Norte e Sul) e quatro divisões (Verde, Amarela, Azul e Branca), no qual o campeão foi o Cuiabá Arsenal, que venceu o Coritiba Crocodiles por 49 a 21. Já em 2011, com 12 participantes, foi a segunda e última edição da competição nacional de futebol americano organizada pela liga homônima. A final da foi vencida pelo Fluminense Imperadores contra o mesmo Crocodiles, que mais uma vez bateu na trave, em pleno Estádio Couto Pereira, na capital paranaense. Esse foi o primeiro jogo com grande público no futebol americano no país, com aproximadamente 6,5 mil pessoas presentes.

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL AMERICANO

Em 2012, a LBFA foi dissolvida pela Associação de Futebol Americano do Brasil (AFAB), atual Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA), que oficializou o Campeonato Brasileiro de Futebol Americano.
A primeira edição do Campeonato Brasileiro contou com a participação de 34 times, de 25 cidades, 15 estados e 4 regiões, se tornando o maior campeonato da modalidade no Brasil até então. Divididos em três conferências (Nordeste, Central e Sul) e sete divisões, no qual o Cuiabá Arsenal venceu seu segundo título nacional e aplicou o terceiro vice seguido do Crocodiles.
No ano de 2013, a competição contou com 33 participantes, de 23 cidades e 17 estados, mas agora com quatro conferências (Norte, Nordeste, Central e Sul) e cinco divisões. E, depois de bater tantas vezes na trave, finalmente o Coritiba Crocodiles conquistou o seu primeiro troféu de campeão brasileiro ao vencer o João Pessoa Espectros no Brasil Bowl IV pelo placar de 23 a 14.

SUPERLIGA NACIONAL DE FUTEBOL AMERICANO

Em 2014, a CBFA dividiu o Campeonato Brasileiro e, a partir disso, criou a Superliga Nacional de Futebol Americano, intitulada como a primeira divisão, e a Liga Nacional de Futebol Americano, equivalente a segunda divisão, para melhor divisão dos times que estavam ligados a confederação.
No ano de estreia da nova competição, que tinha 19 equipes e foi dividida em Superliga Nordeste e Superliga Centro-Sul, na qual os campeões de cada superliga se enfrentaram no Brasil Bowl V, o Coritiba Crocodiles continuou favorito e se tornou bicampeão nacional de forma consecutiva e sua quinta final seguida ao derrotar, novamente, os Espectros, dessa vez por 23 a 17, ficando com a nova taça.  
Só que a grande história dessa Superliga foi a final da Superliga Nordeste, vencida pelo João Pessoa Espectros contra o Recife Mariners, que foi realizada na Arena Pernambuco. Essa fora a primeira vez que um estádio utilizado na Copa do Mundo FIFA de 2014 recebeu um jogo de futebol americano no país. A partida contou com uma presença de 7.056 espectadores pagantes para a decisão.
No ano seguinte, em 2015, o torneio teve 18 participantes e contou com o mesmo formato. E pelo terceiro ano consecutivo Crocodiles e Espectros se enfrentaram, dessa vez pelo Brasil Bowl VI, e após dois vice-campeonatos, o time de João Pessoa finalmente conquistou o primeiro título nacional da sua história, derrotando o então bicampeão.
Só que mais uma vez outro jogo foi o grande destaque do ano. A final da Superliga Centro-Sul, vencida pelo time do Paraná contra o Cuiabá Arsenal, contou com uma quebra de recorde de público em partidas de futebol americano no Brasil com aproximadamente 14 mil pessoas presentes na Arena Pantanal, outro estádio da Copa do Mundo de futebol.
Em 2016, após o anúncio da CBFA sobre a unificação de todos os campeonatos nacionais da modalidade em um só, a Superliga passou a contar com 30 equipes participantes (16 oriundas do Torneio Touchdown), divididos agora em quatro conferências: Leste, Oeste, Sul e Nordeste. O Timbó Rex venceu o Flamengo FA na primeira edição unificada do campeonato, e além de conquistar seu inédito título do Brasil Bowl, foi bicampeão brasileiro por ter vencido o Torneio Touchdown de 2015, mostrando sua toda sua força.
Esse foi o torneio nacional de maior sucesso na história do esporte até então. A Superliga Nacional registrou mais de 64 mil pessoas nos estádios durante a competição, com uma média de 656 pessoas por jogo. O público por partida representou 77% do público do Novo Basquete Brasil (NBB) naquele ano e 50% da Superliga de Vôlei na mesma temporada.

BFA - BRASIL FUTEBOL AMERICANO

Em 2017, uma nova mudança ocorreu na elite do futebol americano brasileiro. A segunda edição unificada do campeonato brasileiro passou a se chamar Brasil Futebol Americano (BFA), em substituiu a Superliga Nacional. A BFA é gerida por uma associação homônima das equipes de futebol americano do Brasil, na qual é responsável pela organização da competição nacional sob a chancela da CBFA. A Liga Nacional, também chancelada pela CBFA, foi gerida pela liga homônima dos clubes, a LNFA, e a Liga Nordestina de Futebol Americano (LINEFA) na Região Nordeste.
Os 30 participantes da elite foram divididos em quatro conferências: Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. O maior e mais organizado torneio de futebol americano no Brasil até aquele momento teve como palco para a decisão do Brasil Bowl VIII a Arena Independência, em Belo Horizonte, no qual a equipe do Sada Cruzeiro (atual Galo FA e recém promovido a primeira divisão) venceu o João Pessoa Espectros pelo placar de 30 a 13 e levantou a Onça, nome dado ao troféu de campeão da BFA.
Em 2018 a BFA contou com 32 times inscritos e repete o sucesso do seu primeiro ano, e está em sua fase final, no qual o campeão do Brasil Bowl IX será conhecido ao fim do ano, no ano em que completa 10 anos da primeira partida oficial do futebol americano brasileiro.

CAMPEÕES NACIONAIS
De 2009 a 2017, o Brasil teve 10 campeões brasileiros diferentes dos 15 títulos nacionais da modalidade full pads disputados. Foram considerados campeões brasileiros os vencedores do Torneio Touchdown, Liga Brasileira, Campeonato Brasileiro, Superliga Nacional e Brasil Futebol Americano (BFA). Vamos aos campeões!

Coritiba Crocodiles
  • 2 Títulos Nacionais: Campeonato Brasileiro em 2013 e Superliga Nacional em 2014.
  • 4 vice-campeonatos: Liga Brasileira em 2010 e 2011; Campeonato Brasileiro em 2012 e Superliga Nacional em 2015.
Flamengo Imperadores
  • 2 Títulos Nacionais: Torneio Touchdown em 2009 como Rio de Janeiro Imperadores e Liga Brasileira de 2011 como Fluminense Imperadores.
  • 2 vice-campeonatos: Torneio Touchdown em 2013 e Superliga Nacional em 2016, ambos como Flamengo FA.
Timbó Rex
  • 2 Títulos Nacionais: Torneio Touchdown em 2015 e Superliga Nacional em 2016.
  • 1 vice-campeonato: Torneio Touchdown em 2014.
Corinthians Steamrollers
  • 2 Títulos Nacionais: Torneio Touchdown em 2011 e 2012.
Cuiabá Arsenal
  • 2 Títulos Nacionais: Liga Brasileira em 2010 e Campeonato Brasileiro em 2012.
Vasco Patriotas
  • 1 Título Nacional: Torneio Touchdown em 2014.
  • 3 vice-campeonatos: Torneio Touchdown em 2010, 2012 e 2015.
João Pessoa Espectros
  • 1 Título Nacional: Superliga Nacional em 2015.
  • 3 vice-campeonatos: Campeonato Brasileiro 2013, Superliga Nacional em 2014 e Brasil Futebol Americano (BFA) em 2017.
Tritões FA
  • 1 Título Nacional: Torneio Touchdown em 2010.
  • 1 vice-campeonato: Torneio Touchdown em 2011.
Jaraguá Breakers
  • 1 Título Nacional: Torneio Touchdown em 2013.
Galo FA
  • 1 Título Nacional: Brasil Futebol Americano (BFA) em 2017, ainda como Sada Cruzeiro.